Bolsa de Valores para conservadores

Bolsa de Valores para Preguiçosos e Conservadores

Este artigo mostra uma estratégia simples de investimento em ações pra quem não quer perder tempo estudando o mercado ou analisando empresas e tendências.

Essa, na verdade, é a estratégia que eu mesmo passei a utilizar pra minha grana aplicada em ações. Não que eu seja preguiçoso e conservador, hehehe.

Conservador talvez, hehe, e preguiçoso já fui!

MAS, o fato é que eu tenho um emprego que exige quase metade das minhas horas diárias, então não consigo ficar feito um maluco lendo relatórios e analisando o mercado de ações.

Comecei a investir e também a “brincar” na bolsa em 2010, mas só aprendi essa estratégia em 2015.

Bem… acredito que minha situação é igual a de outras milhões de pessoas que também não tem: (i) nem muito tempo pra estudar o mercado; e (ii) nem muito tempo (nem saco) pra ficar operando na bolsa.

Vamos lá, a estratégia é uma simplificação, e segue a seguinte premissa de Benjamim Graham, autor do bestseller americano “O Investidor Inteligente”:

“Uma operação de investimento é aquela que, após análise profunda, promete a segurança do principal e um retorno adequado.”

Ou seja, segundo Graham, você deve esperar um desempenho “adequado”, não extraordinário, e a sua grana principal tem que estar protegida.

Retorno adequado? É o seguinte, esse mesmo livrinho me apresentou esse dado aqui ó:

-> O maior retorno de vinte anos em um fundo mútuo na história foi de 25,8% ao ano, atingido pelo lendário Peter Lynch, da Fidelity Magellan, entre 1974 e 1994.

A lenda, Peter Lynch, emplacou uma média 25,8% ao ano. 25,8% ao ano! Então por que danado eu ou você ou um guru qualquer conseguiria manter, a longo prazo, uma carteira com rendimento maior que a de Lynch?

Se liga! Se você já investe na bolsa e não conhece o livro “O Investidor Inteligente”, sugiro então tu ligar um sinal de alerta aí.

Segundo o “oráculo” Warren Buffet, que é um velhinho considerado “apenas” o mais bem sucedido investidor do século XX, este livro é tão somente, nas palavras dele:

“De longe, o melhor livro sobre investimentos já escrito.”

No dia em que escrevo esse artigo (março/2017), Buffet está em segundo lugar na lista das pessoas mais ricas do mundo. Confira a lista clicando aqui. Ele vem logo atrás de titio Bill Gates (primeiríssimo da lista) e três posições à frente de Marquinho Zuckerberg.

como investir na bolsa com seguranca

Entretanto, se você ainda não investe na bolsa, veja como é simples a estratégia que vou apresentar aqui.

 

Passo Zero: entendendo a lógica de uma ação, de um papel


Quando você compra uma ação, você compra parte de uma empresa.

Essa ação, que podemos chamar de papel, tem um preço. Esse preço, de uma ação, varia de acordo com cada operação de compra e venda.

Uma ação só vale R$10,00 se existiu alguém vendendo a R$10,00 e alguém comprando a R$10,00. Simples assim.

Em suma, o preço de uma ação se dá pelo equilíbrio entre quem quer vender (vender sua sociedade) e quem quer comprar (se tornar sócio).

Bem, então digamos que você tenha R$1.000,00 por mês pra comprar de uma determinada ação…

Se essa ação vale R$10,00 então você conseguirá comprar 100 papéis (100 ações da empresa). R$1.000,00 / R$10,00 = 100.

Se essa ação passar a valer R$20,00 então, como os mesmos R$1.000,00, você só conseguirá comprar 50 papéis (50 ações da empresa). R$1.000,00 / R$20,00 = 50.

No entanto, se a ação cair para R$5,00, você conseguirá comprar 200 papéis. R$1.000,00 / R$5,00 = 200.

Sei que é óbvio e intuitivo, mas vamos lá… Em suma, se você separa sempre o mesmo valor pra comprar de determinada ação:
– Quanto mais barato for o valor da ação, mais ações poderá comprar;
– Quanto mais caro for o valor da ação, menos ações poderá comprar.

E a estratégia a ser apresentada nesse artigo é mais ou menos essa:
-> ligar o foda-se pro preço e ir gastando sempre o mesmo valor, ou seja, do SEU bolso sairá sempre a mesma grana.

Como assim? Hehehe. Fica trankíli e vamos por partes…

 

A estratégia: Custo Médio Periódico


Essa estratégia só funciona se você, de fato, separar determinada quantia para aplicação periódica e constante.

No exemplo acima, citei separar R$1.000,00 mensais. Mas não expliquei, de fato, a estratégia.

Pra facilitar o entendimento, vamos desenhar essa teoria!!!

Imaginemos então um mercado péssimo, onde exista uma queda de 5 anos consecutivos para o preço de uma ação. E que apenas depois de 10 anos, esse mercado volte ao mesmo patamar de preço.

Digamos que:
-> o primeiro ano seja 2087, então dez anos depois seria 2097.
-> o valor de uma ação seja R$50,00 em 2087, cairia até R$20,00 no ano de 2092, e depois voltaria a R$50,00 em 2097

O gráfico de comportamento desse mercado seria assim…

grafico bacia acoes

Repare que o gráfico acima tem 41 meses. Cada mês representado por uma bolinha.

Agora imaginemos três amigos:
-> Fulano Silva
-> Beltrano Lynch
-> Sicrano Buffet

Fulano Silva, no alvorôço e na emoção, dá uma afulepada única de R$12.000,00 em janeiro de 2087, comprando 240 papéis ao preço de R$50,00 cada. Fulano já sabia que investimento em ações era pro longo prazo, então pensou: posso fazer isso pois só preciso desse dinheiro depois de mais de 10 anos.

Beltrano Lynch dá a mesma afulepada de Fulano: uma lapada só de R$12.000,00. MAS, Beltrano era um puta analista do cão e gastou mais de 10mil horas da vida dele só aprendendo sobre o mercado. Então, ele fez isso em janeiro de 2092, comprando 600 papéis ao preço de R$20,00 cada.

Reparem que, com o mesmo custo, Beltrano conseguiu comprar 360 papéis a mais que Fulano.

Sicrano Buffet é conservador e preguiçoso.
-> Ele é conservador, então ele não deu a afulepada única de R$12.000,00 como fez Fulano Silva.
-> Ele é preguiçoso, então não passou 10mil horas estudando sobre o mercado como o pica das galáxias Beltrano Lynch.

Sicrano Buffet usou suas 10 mil horas gastando tempo com sua família, com seus amigos, com lazer, conhecendo novos lugares e focando pra ter aumento de renda no seu trabalho.

Sicrano estudou um mínimo e adotou a estratégia do custo médio periódico. Simplificou e fez assim: gastou, todo mês, R$300,00 na compra dessas ações durante 40 meses.

Ele gastou o mesmo que os outros dois, pois 40 meses x R$300,00 = R$12.000,00 .

Vamos ver o gráfico, o desenhozinho, de cada um….

-> Fulano Silva…

Grafico Bacia unica compra alta

Fulano comprou um total de 240 ações e 10 anos depois ainda tinha as 240 ações no mesmo valor. Rendimento = 0,00%.

-> Beltrano Lynch…

Grafico Bacia unica compra baixa

Fulano comprou um total de 600 ações por R$20,00 e 5 anos depois ainda tinha 600 ações, porém cada uma valendo R$50,00. Rendimento = +150,00%.

-> Sicrano Buffet…

custo medio acoes

É! Nosso amigo Sicrano Buffet, preguiçoso e conservador, comprou R$300,00 mês a mês e acabou acumulando 446 ações.

Como as ações valiam R$50,00 em janeiro/2097, ele acumulou R$22.300,00 gastando os mesmos R$12.000,00 dos seus amigos. Rendimento de +85,83%.

Essa é a estratégia apresentada nesse artigo: simplificar e ser o Sicrano Buffet.

Veja que ele ganhou dinheiro num mercado que passou 10 anos pra se recuperar.

Num mercado de alta (chamado de Bull Market no jargão do mercado financeiro), é fácil ganhar dinheiro na bolsa, né. O mercado tá sempre subindo, então só não ganha quem não entra.

Mesmo sabendo que é fácil, como se sairia Sicrano Buffet com essa mesma estratégia?

Dessa vez, analisaremos num mercado apenas de alta, com o preço iniciando em R$20,00 e terminando em R$50,00 (assim como foi o mercado de alta na entrada do Beltrano Lynch que o rendeu +150%).

Vejamos então o resultado de Sicrano Buffet no Bull Market…

custo medio acoes bull market

Reparem que, com o mesmo tempo (40 meses) e a mesma grana (R$300,00 por mês), o rendimento do nosso Buffet no mercado de alta foi de +54,58%.

No mercado “bacia”, que demorou 10 anos pra se recuperar, o rendimento foi de +85,83%.

Isso é matemática: nessa estratégia, as grandes crises e o mercado em baixa vão sempre melhorar o teu resultado no longo prazo. Ou seja, nessa estratégia, você se aproveita das crises que sempre existirão. 

Se quiser sacar um gráfico completo do IBOVESPA (que representa o mercado acionário brasileiro), clica aqui pra ver o histórico desde 1963.

 

Foda-se o mercado


mercado de acoes - foda seComo diria o colunista Jason Zweig, do The Wall Street Journal:

“No fim das contas, o comportamento de seus investimentos é bem menos importante do que o seu próprio comportamento.”

Então, essa estratégia aqui foca apenas em você. Ou seja, foda-se o comportamento do mercado. O que importa é você separar a grana constantemente e comprar as danadas das ações.

Mas isso exige um controle mental e emocional gigantesco, né. Afinal, imagine você ter estômago pra manter essa estratégia vendo que sua grana tá diminuindo com a baixa do mercado.

Não adianta de nada você começar a seguir essa estratégia e, depois de pouco tempo, precisar resgatar o que tá aplicado. Estamos falando de uma estratégia de longo prazo.

Então, mantenha um orçamento e um planejamento financeiro familiar ou pessoal que te permita seguir essa estratégia. Use, por exemplo, uma de nossas planilhas (clique aqui).

Isso é ser um investidor passivo. Isso é ser o Sicrano Buffet do nosso exemplo. E é isso o que eu indico para quem não quer gastar tempo e nem energia na bolsa de valores.

Segundo a definição de Ben Graham:

“O investidor defensivo (ou passivo) procurará, principalmente, evitar perdas ou erros graves. Seu objetivo será se livrar de trabalho, aborrecimento e necessidade de tomar decisões com frequência.”

Pra ser um investidor passivo, basta seguir a estratégia do custo médio periódico. MAS, não faça isso numa ação específica. Explicarei…

 

Ilusão do iniciante e o mito de superar o mercado


Ah meu velho, seguir o mercado ou o IBOVESPA dá rendimento muito baixo. O negócio é ficar comprando e vendendo ações pra ter retornos maiores.

SE LIGA! Existe especulação inteligente assim como há investimento inteligente.

Aprendi com Uncle Ben que há muitas maneiras em que a especulação pode ser pouco inteligente. Destas, as mais importantes são:
(1) especular quando você pensa que está investindo;
(2) especular seriamente, e não como passatempo, quando você não possui conhecimento apropriado e habilidade para tal;
e (3) arriscar mais dinheiro na especulação do que você tem condições de perder.

Poxa, mas o que eu mais vejo por aí são corretoras emitindo relatórios e indicando trocas constantes de ações nas carteiras. Ou mesmo promessas de retorno de 100% ou mais em um ano.

Pois é… as corretoras incentivam você a ficar trocando de carteira todo mês, assim elas ganham nas corretagens de cada compra e de cada venda.

Cada vez que você negocia, ELES ganham dinheiro, ganhe você ou não. Ao especular em vez de investir, você diminui as próprias chances de construir riqueza e aumenta a de um outro.

Pense sobre isso. Reflita.

Bem… Ainda seguindo os passos do livro O Investidor Inteligente

Uma vez que qualquer um – pela simples compra e manutenção de uma lista representativa (comprando ETFs por exemplo) – pode igualar o desempenho médio do mercado, “superar a média” pareceria ser um problema relativamente simples; no entanto, na prática, o número de pessoas espertas que tentam essa estratégia sem sucesso é surpreendentemente grande.

E aqui no Brasil, realmente são raros os fundos de ação que conseguem superar nosso principal índice: o IBOVESPA.

O Portal InfoMoney apresenta, nessa página aqui ó, um ranking de rendimento dos fundos brasileiros.

Papítu, no dia que estou consultando o Ranking (26/03/2017) o IBOVESPA (índice da nossa bolsa de valores, ou seja, índice do nosso mercado de ações) rendeu 23,35% nos últimos 24 meses.

Na página da InfoMoney há 270 fundos de ação lá no Ranking. Desses 270, apenas 106 superaram o IBOVESPA olhando os últimos 2 anos.

Ou seja, APENAS 39% DOS FUNDOS DE AÇÃO SUPERARAM O MERCADO!

E a galera VIVE disso. Equipes e mais equipes de analistas e especialistas. Gráficos e mais gráficos. Mesmo assim, é uma dificuldade imensa para superar o mercado.

Bem, já sabemos que não conseguiremos repetir a lendária performance de Peter Lynch, com sua média de 25,8% ao ano por 20 anos. Então, novamente, me responde o seguinte…

Como danado eu e você, que gastamos nosso tempo dedicados a trabalho, familía e lazer, vamos conseguir manter, a médio e longo prazo, uma carteira que supere o mercado?

Só estudando e aprendendo muito, né?

estudar bolsa de valores

Minha sugestão é que você gaste seu tempo curtindo sua vida e que gaste muito tempo dedicado a formas de aumentar sua renda pelo trabalho.

A não ser que você queira trabalhar no mercado financeiro, o tempo dedicado ao trabalho te trará rendimentos muito maiores do que qualquer tempo gasto em uma super estratégia de compra e venda de ações.

Então a minha proposta é: siga o mercado.

E mais, voltando aos fundos de ação: a gente não sabe ao certo qual é o interesse pessoal dos administradores do fundo ao comprar ações da empresa x ou da empresa y.

Por favor, não confie em ninguém! Se possível, nem em mim.

Só confie em você! Só confie no que faz sentido pra você! Faz sentido isso? Hehehe.

 

Como seguir o mercado na estratégia de custo médio


No investimento em ações, você precisa fugir de duas coisas:
#1# Pagar muita corretagem ao comprar ações específicas de cada empresa individualmente (até já expliquei essa cilada aqui)
#2# Do alto risco de se investir em poucas empresas

Pra fugir desses dois pontos, uma solução seria investir em fundos de ação. MAS, eu não confio e também já apresentei meus argumentos dessa desconfiança.

Então, a forma mais simples de seguir o mercado é comprando ETFs (Exchange Traded Funds).

Uma ETF é negociada na bolsa como se fosse uma ação, mas na prática ela é um conjunto de ações que representa um índice de ações.

Vou explicar…

comprar acoes

A ETF de nome/sigla/código BOVA11, por exemplo, segue o índice bovespa (o IBOVESPA).

Ou seja, o BOVA11 é composto pelas mesmas empresas que compõem o índice bovespa. Ao comprar BOVA11 é como se você estivesse comprando ações de dezenas de empresas (mitigando teu risco) e ainda assim pagando APENAS UMA corretagem em cada compra.

MAS ATENÇÃO AQUI!!!! O valor a ser investido periodicamente em BOVA11 tem que ser alto para compensar a corretagem.

Faz a conta e vê o quanto de percentual da corretagem vai equivaler no teu investimento. Indico que esse percentual não seja maior que 1%.

Ou seja, se o percentual da corretagem for alto, acumula mensalmente esse dinheiro, por exemplo, comprando Tesouro SELIC lá no Tesouro Direto. E depois, trimestralmente ou semestralmente, passe essa grana para o BOVA11.

Eu mesmo aplico a estratégia do custo médio comprando BOVA11 a cada dois meses.

Oportunamente, posso fazer um artigo específico mostrando de fato o comportamento dessa estratégia conforme o histórico de preços reais do BOVA11.

 

ATENÇÃO! Quem NÃO deve seguir essa estratégia


Essa é uma opinião pessoal, tá. E caberia um artigo apenas sobre isso. Mas vamos lá…

Vou detalhar cada um dos casos aqui, mas não aconselho investir em ações quem:
-> Não é disciplinado para seguir qualquer estratégia
-> É profissional liberal, autônomo ou empresário
-> Não tem um reserva financeira para emergências
-> Não tem uma carteira de curto, médio e longo prazo

Primeiramente, só deve seguir essa estratégia quem, mesmo sendo preguiçoso ou conservador, é disciplinado. Ou seja, tem que ter a disciplina de estar comprando periodicamente o mesmo valor.

O que eu faço pra manter a disciplina: separo o dinheiro assim que entra o salário e tenho um lembretezinho mensal no meu celular pra comprar o BOVA11. Simples assim.

E, também não indico investimentos em ação para quem é autônomo, profissional liberal ou dono de pequenas e médias empresas.

Lembre-se: quando você está investindo em ações, você está comprando parte do negócio de outras pessoas. Faz muito mais sentido você investir esse dinheiro no seu próprio negócio, que você conhece, e assim obter rendimento muito maior.

O investimento em ações é um investimento de alto risco. Se, enquanto autônomo ou empresário, você já tem esse risco na sua renda primária, então não faça isso com seus investimentos.

Em suma, se você é autônomo ou dono de pequenas e médias empresas, procure investir em papéis da Renda Fixa. Saiba mais sobre renda fixa nesse artigo aqui.

Bem, lembra que eu falei pra ligar o foda-se pro mercado? Então é essencial que, de fato, o dinheiro seja necessário apenas para o longo prazo.

Se você precisar utilizar a grana que tá no mercado de ações, você pode dar o “azar” de pegar o mercado em baixa.

É muito comum a galera começar a investir em ações, visando o longo prazo, mas necessitar fazer o resgate em menos de 10 anos.

Então, é fundamental que você tenha uma grana aplicada para uma reserva de emergência. Preferencialmente aplicada no Tesouro SELIC e que seja suficiente pra cobrir suas despesas por, no mínimo:
-> 3 meses se você é concursado
-> 4 ou 5 meses se você é empregado
-> 6 meses se você é autônomo ou empresário

Da mesma forma, você tem que ter uma carteira de investimentos para o médio prazo. Para fazer uma viagem, um curso, comprar um carro ou um imóvel por exemplo.

Quando se fala de alocações de ativos, geralmente a turma foca em alocar, por exemplo, 50% em Renda Fixa e 50% em Renda Variável. Bem, eu faço um comentário adicional aí: faça essa estratégia de alocação APENAS com o seu dinheiro destinado ao longo prazo.

Ou seja, NÃO é pra dividir todo o seu patrimônio entre um percentual de renda fixa e um percentual de renda variável. É para dividir assim APENAS o que está destinado para o longo prazo.

alocacao de ativos

E, a cereja do bolo dessa estratégia de custo médio periódico é:
-> Determine um percentual de grana (de valor) entre renda fixa e renda variável e persiga essa meta

Seguindo essa estratégia com a cereja do bolo acima, naturalmente, quando o mercado de ações estiver em baixa, você verá que SUA alocação estará maior em Renda Fixa. Aí, pra equilibrar a carteira, você vende da renda fixa e investe mais em ações.

Da mesma forma, quando o mercado estiver em alta, VOCÊ terá mais dinheiro em ações do que na renda fixa. Então você venderá suas ações e comprará títulos de renda fixa.

Opa, opa, opa! Sacou o que eu acabei de falar nos dois parágrafos acima? Você vai vender na alta e comprar na baixa.

Isso! Você vai vender na alta e comprar na baixa.

E vai fazer isso sem acompanhar o mercado, sem ler uma notícia e sem ver uma merda de um gráfico. Tu vai vender na alta e comprar na baixa apenas acompanhando a SUA carteira, acompanhando VOCÊ próprio.

 

Conclusão


“Se você não tem como prever o comportamento dos mercados, precisa aprender a prever e controlar o seu próprio.”
Benjamim Graham

Se tu não tem tempo, não tem saco, ou não tem experiência: seja um investidor passivo.

Seja passivo seguindo o mercado, comprando uma ETF e aplicando a estratégia de custo médio periódico.

No mais, boa parte das ideias desse artigo vieram do livro do uncle Ben. Confira essa bíblia dos investimentos clicando aqui. MAS, a linguagem dele não é para iniciantes não, viu. Indico a leitura para quem já tem um mínimo de noção sobre o mercado financeiro.

Tá vendo que até agressivando pro mercado de ações dá pra seguir uma estratégia segura e conservadora?

Então compartilhe com outros preguiçosos e conservadores.

Eu passei ao menos 5 anos investindo sem conhecer essa preciosidade que acabo de escrever aqui.

Poupe tempo, dinheiro e energia. E ajude outros a fazer o mesmo.
 

FIQUE ATUALIZADO, ASSINE E POUPE TEMPO


 

Imagens de stockvault.net e pixabay.com.

  • Ricardo Cid

    César, sensacional artigo! Penso muito igual a você e tenho muita preocupação com essas pessoas que acreditam ser possível ganhar 100% em menos de 30 dias… Infelizmente, muitos “analistas” gostam de vender ilusão… Parabéns pelo texto!

    • César Falcão

      Valeu Ricardo!

  • Ricardo Medeiros

    César, ficou excelente o texto, os exemplos ficaram muito claro e não tem como brigar com a matemática, isto é, seguindo uma estratégia conservadora você vai ter rendimentos interessantes independente da flutuação do mercado. Outro ponto interessante é o desejo das pessoas em fazer fortunas na bolsa no curto prazo, se possível em dias.. como você disse, se o cara mais foda conseguiu um retorno médio de 25,8% a.a, como que nós meros mortais, vamos bater esse patamar?!

    Sugestão: será que rola uma postagem com outras opções de ETF com indexadores semelhantes ao Ibovespa (SP500, por exemplo)?

    Abraço, meu amigo, muito bom isso aqui!

    • César Falcão

      Valeu!!! E sim, com certeza haverá artigos sobre outra ETFs. Tea with me!

      Grande abraço

  • Leonardo Rodrigues

    César, excelente artigo! Esse vídeo aqui (https://www.youtube.com/watch?v=HDvybRdMgcg) mostra uma história real de um investidor que chegou ao primeiro milhão em torno de 5 anos e que usou uma metodologia praticamente igual a que você escreveu no artigo. Muito obrigado!

    • César Falcão

      Muito bom!

  • Pingback: IVVB11: Como ser sócio da Apple, da Amazon, do Facebook e do Google | Poupe Me!()