Troque seu carro por uma Ferrari

Não, não é brincadeira ou “pegadinha do malandro”. E nem tô falando de meios ilícitos.

Nesse artigo você vai conhecer de fato como trocar seu carro numa Ferrari e também será apresentado a ferramentas para calcular o custo mensal de um carro. Ou seja, tu também saberá quanto custa manter um carro.

AH! Também não se trata daquela piadinha clássica…

Casal se conhecendo, querendo namorar, a mulher pergunta ao homem:
— Você bebe ?
— Sim
— Quanto por dia ?
— Três doses de uísque.
— Quanto paga pela dose?
— Cerca de dez reais…
— Há quanto tempo você bebe ?
— Vinte anos.
— Um uísque custa R$ 10,00 e você bebe três por dia. Isso dá 900 reais por mês e 10 mil e 800 reais por ano, certo?
— Correto
— Se, em um ano, você gasta R$ 10.800,00, sem contar a inflação, em 20 anos você gastou R$ 216.000,00, correto ?
— Correto!!
— Você sabia que esse dinheiro aplicado, e corrigido com juros compostos, durante 20 anos, você poderia comprar uma Ferrari ?
— Mulher, você bebe ?
— Não!
— Então, cadê a merda da sua Ferrari ?

Hahaha. Piadas a parte, se concentra aí e acompanha aqui meu raciocínio…

 

Custo mensal de um carro – Percebi que custa caro!!!


Então, mês passado meu amigo Ivo Noronha, que casou em 2016, me abordou pra contar que iria vender o seu carro.

O motivo: “Cara, parei pra calcular o custo real do meu carro e fiquei impressionado. Vê se tu acha um erro nessa conta aí.

Bem, paramos nós dois pra ver as contas e desse nosso diálogo surgiu essa planilha aqui (que talvez você já tenha baixado do nosso site):

-> Download Planilha de Gastos com Veículo

Foi com essa planilha em mãos que fui verificar quanto custa o seguinte carro rodando 20km por dia…
-> Carro Honda Fit DX 1.5 Flexone 16V 5p Aut.
-> Ano e modelo 2015

Resultado: o carro custa R$1.776,71 por mês. Isso dá (pasmem!) R$21.320,51 num ano.

nao-sabe-quanto-custa-um-carro

Duvida? Se você tem ou quer possuir um carro e não sabe ao certo quanto custa, você pode:
– também utilizar a nossa planilha;
– e/ou acessar o excelente site “Meu Carro É um Monstro” clicando aqui.

Teste ambos: o site e a planilha.

Ah, se quiser conferir nossa simulação, segue o print:

quanto-custa-um-carro

 

Trocando um Honda Fit numa Ferrari -> Let the magic happen


Então a conta aqui é simples… você consegue fazer essa troca não depois de 20 anos como na piada, mas em apenas 7,5 anos. Isso! Em 7,5 anos você troca um Honda Fit numa Ferrari.

custo mensal de um carro

Basta vender o carro hoje, por R$51.385,00 (registro da consulta aqui), investir essa grana, e depois ir investindo mensalmente os R$1.776,71.

Vou fazer aqui uma simulação num investimento ultra, super, hiper conservador… Vou pegar a taxa básica de juros (SELIC), hoje em 13,65%, e descontar 15,00% de Imposto de Renda (que é o imposto sobre aplicações de Renda Fixa superiores a 2 anos).

Pra fazer investimento idêntico a esse (utilizando a taxa básica de juros), basta você comprar o Título Tesouro SELIC – LFT lá no Tesouro Direto. Se nunca acessou o Tesouro Direto, dê seu primeiro passo lendo esse artigo aqui.

Se não sabe o que é Renda Fixa ou como se dá o cálculo do Imposto de Renda nesses investimentos, leia esse artigo aqui.

Continuando… então, farei a simulação com uma taxa de 11,60% ao ano. Pois 11,60% = 13,65% x (100% – 15%)

Vamo que vamo… Para as contas, você pode utilizar a tradicional fórmula de juros compostos ou simplesmente utilizar a Calculadora do Banco Central clicando aqui.

11,60% a.a. (ao ano) é igual a 0,92% ao mês.

Utilizando essa calculadora aqui do Banco Central (faça o teste) você transforma os R$51.385,00 em R$117.162,36.

Então, utilizando essa outra calculadora aqui do Banco Central você transforma os R$1.776,71 mensais em R$249.485,94.

Total acumulado depois de 7,5 anos éééé: R$ 366.648,30.

iíííi!

E adivinha quanto custa uma Ferrari F360 3.6 F1 MODENA V8… bagatela de R$355.000,00.

Confira a fonte do precinho camarada: pelo link clicando aqui (aproveite pra comprar, =D) ou pelo print clicando aqui.

 

Muito bonito! Mas a conta tá errada porque continuarei gastando com transporte.” Talvez…


É! Realmente você (quase que inevitavelmente) iria gastar com transporte. PORÉM, te apresentarei aqui duas soluções simples para não ter esse custo:

#1# Combo a pé + bicicleta

Dã! Solução óbvia e direta.

Bem, essa foi a escolha do meu amigo Bruno Lopes. Bike! E não foi uma escolha necessariamente financeira, mas sim uma simplificação. Pra ele, dirigir carro é muita nóia, hehehe. E o pai dele até ofereceu dar um carro, viu. Como negar presente é falta de educação, ele pediu para que o dinheiro do carro fosse depositado na conta corrente. 😉

Outro exemplo foda é o do Fernando Holanda. Esse sim fez as contas de quanto custa um carro e já vendeu o seu desde o início de 2015. Na época, calculou o custo mensal do seu Sentra em cerca de R$1.500,00 seguindo a mesma linha que já abordamos nesse artigo. Mas sua decisão não foi, novamente, 100% financeira. Fernando trabalha e debate o tema cidades sustentáveis, e como ele bem lembrou ao Poupe Me!, os carros são responsáveis não apenas por grande parte das emissões de gases do efeito estufa, mas, também, pela instalação da “epidemia do trânsito” nas grandes cidades (em relação à mobilidade e, principalmente, em relação ao número de mortos em acidentes).

Walking the talk…  O estopim da sua decisão se deu quando, em um debate sobre mobilidade humana, ele se deu conta que ao final do evento estava saindo de volta pra casa no seu velho Sentra. Ou seja, apenas ele e a mulher num carro de 5 lugares. A questão a ser respondida era: que danado de dependência de carro é essa?

Mais do que a bicicleta, Fernando diz que seu meio de transporte é, na verdade, multimodal. Além de andar muito a pé, sua bicicleta dobrável permite que ele pegue um Uber ou Táxi sempre que bater a preguiça ou quando ficar meio esquisito pra andar na rua. Afinal, não é pra ninguém vender o carro pra ficar se ferrando depois, né. Segundo Fernando, “A gente ganha, gasta e guarda dinheiro pra viver bem.“. Concordo!

#2# Uber (não da forma mais ortodoxa)

Essa eu aprendi com o Eduardo Giardini, de Niterói-RJ. Ele precisava de dinheiro para abrir seu negócio próprio, então fez o seguinte: vendeu o carro.

Até aí tudo bem, várias pessoas já fizeram isso. MAS, ele foi além e pensou: “Ainda preciso de um carro. Então como ter um carro de graça?

Simples! Eduardo paga aluguel mensal de um carro em uma locadora de veículos. Ele registra o carro no Uber como motorista e faz apenas o mínimo de corridas necessárias para cobrir o aluguel e a gasolina.

Hoje ele termina tendo um carro zero de 6 em 6 meses e não paga nada de IPVA, seguro obrigatório, licenciamento, manutenção, etc.

Pois é, pra quem quer trabalhar não faltam alternativas. Esse cara, além de motorista de Uber, ainda trabalha como designer gráfico fazendo sacolas, folhetos, banners, etc., é empresário, vende chocolate importado, bolinho de bacalhau, perfume original e ainda dá consultoria de Uber para novos motoristas. Ufa!

Ah! Se quiser saber mais ou se interessou por essa consultoria de Uber, entre em contato clicando aqui.

Que exemplos!!!

MAS, CONTUDO, TODAVIA, ENTRETANTO… você não precisa fazer como o Bruno Lopes, o Fernando Holanda ou como o Eduardo Giardini.

Eu mesmo passo longe, e muito longe, disso aí. Hehehe.

Enfim… o objetivo desse artigo não é, necessariamente, fazer a gente desistir de um carro ou vendê-lo.

Nosso objetivo real foi tão somente esclarecer que carro custa caro (muito) e devemos trazer isso à nossa consciência.

Quando escolhemos afundar nossa grana num veículo precisamos estar plenamente cientes do quê estamos fazendo e também cientes de que essa escolha pode impactar em outros pontos (talvez) mais prioritários da nossa vida.

 

Conclusão


Éééé, carro é realmente um monstro e aquela piadinha até que faz sentido, né!?

carro-monstro-custa-caro

Siim… e você ainda pode estar se perguntando… “César, então, cadê a merda da TUA Ferrari?” Hahaha.

Pois é: nessa fase da minha vida, pra quê eu quero uma? A minha Ferrari tá hoje aplicada se aproveitando do camarada juros compostos pra garantir a pilotagem da minha aposentadoria. Convenhamos, se aposentar e viver de renda vale bem mais do que qualquer Ferrari.

E você, tá afundando sua aposentadoria num carro ou também tá construindo sua Ferrari?

Se curtiu o texto, compartilhe este artigo e inspire outras pessoas a “trocarem o carro numa Ferrari”.
 

FIQUE ATUALIZADO, ASSINE E POUPE TEMPO


 

  • Ivo Noronha

    Boa Cesar! No meu caso, antes de decidir vender o carro decidi entre usá-lo diariamente para ir ao trabalho (De Jundiaí para São Paulo) ou usar carona/ônibus/fretado! Logo decidi por não usá-lo, já que os gastos seriam bem elevados! Em seguida, comecei a perceber que eu tinha um carro parado na garagem a semana toda e raramente eu e minha esposa precisaríamos usar os 2 carros no final de semana! Foi aí que te chamei p conferir minha conta! Tava me sentindo mal em ver o dinheiro ir para o ralo, mantendo um carro parado em casa! Carro vendido e dinheiro aplicado! Valeu! E gostei dos exemplos da turma aí! Abraço

    • César Falcão

      Massa! Que bom que gostou dos exemplos, grande abraço!!!

  • Cezar Martins

    Faltou mostrar o cálculo de quanto custa uma Ferrari no mês. Porque se a pessoa vende um Honda pra economizar 1776 reais, daqui a 7,5 anos ele vai comprar uma Ferrari e ter um custo mensal de uns 9 a 10mil reais. E aí? Aguenta? Com essa grana dá pra continuar sem carro e fazer uma excelente viagem de um mês por ano. Ou seja… Esquece essa Ferrari!

    • César Falcão

      Perfeito!