Descubra hoje como ter rendimento 42% maior que a Poupança e 18% maior que o Tesouro Direto

Em plena era da informação, ainda tem muita gente se perguntando “como fazer meu dinheiro render?”.

Pois então… o fato é que, de uma forma MUITO simples e ainda pouco explorada pelas massas do nosso Brasil, você consegue investir tendo retornos até:

-> 50% superior à Poupança véia de guerra;

-> 24% superior ao queridinho Tesouro Direto.

Sim, usando o termo “até”, consigo passar números maiores do que os 42% e os 18% que cravei no título do artigo.

Parece interessante?

Se tu ainda não tá ligado nisso e ainda se pergunta “como fazer meu dinheiro render?” (sem nenhuma dor de cabeça), vou te ensinar então o passo-a-passo e a lógica por trás desses números.

E, se você já está ligado nessa “mágica”, se antena cá também, por que deixei um presentinho extra aqui te ensinando como verificar a saúde financeira das instituições onde tu tá colocando tua grana. 

Primeiro, antes de entrar na operacionalização prática da parada, vamos fazer uma leve simulação apenas pra você entender o porquê de se fazer isso e o impacto que essa atitude traz no seu patrimônio.

 

42%, e daí? Não fazer isso fará falta na minha vida?


desdem-rendimentos-maiores

Simularemos e você mesmo chegará na resposta. Pois depende de você saber se alguns milhões de reais faz falta na sua vida ou não.

A lógica é a seguinte…

A Poupança rende 70% da Taxa SELIC. Tá certo que isso acontece apenas quando a Taxa SELIC está abaixo de 8,5% ao ano.

Mas, com a SELIC acima de 8,5%, a diferença entre os rendimentos pode até ser maior (a favor da Taxa SELIC).

De qualquer forma, por motivos mais lógicos/conceituais do que meramente matemáticos, a Poupança SEMPRE rende menos que a Taxa SELIC (já escrevi sobre isso aqui). Então, pra facilitar as contas e continuar com foco nesse artigo aqui, consideraremos a Poupança rendendo 70% da Taxa SELIC.

E: pra você ter um rendimento igual à Taxa SELIC (100% SELIC), basta comprar o título público chamado Tesouro SELIC – LFT lá na plataforma do Tesouro Direto.

Para pessoa física, há incidência de Imposto de Renda (IR) nos rendimentos dos títulos públicos. Portanto, vamos descontar 15% de IR aí dessa conta e considerar que via Tesouro Direto você consegue 85% da Taxa SELIC e não 100%.

A Poupança já é livre de Imposto de Renda. Veja que temos, na prática, os seguintes rendimentos líquidos:

-> 85% da Taxa SELIC ao investir via Tesouro Direto

-> 70% da Taxa SELIC ao investir via Poupança

Pra nossa/sua simulação, utilizaremos os dados de hoje (do dia que escrevo): SELIC igual a 7% ao ano e Poupança igual a 4,9% ao ano.

(se quiser, utilize nossa tabela de indicadores que está ao lado ou abaixo desse artigo pra pegar as taxas mais atuais do dia em que você está lendo)

Ou seja, na simulação, utilizaremos: Tesouro Direto igual a 5,95% (85% dos 7% ao ano da SELIC) e Poupança igual 4,9% (ambos já líquidos e AO ANO = a.a.). Isso dá, respectivamente, 0,482% e 0,399% ao mês,

Se você junta R$2.000,00 por mês pra sua aposentadoria ao longo de 40 anos, você teria:

-> R$ 2.899.984,83 via Poupança

-> R$ 3.775.254,25 via Tesouro Direto

R$ 875.269,42 faz diferença pra você? Quase 1 milhão de reais faz diferença pra você?

Você pode fazer a mesma simulação utilizando essa nossa calculadora clicando aqui.

 

Rendimentos até 50% maiores extrapolando o Tesouro Direto


Alta Rentabilidade

Investimentos em títulos públicos via Tesouro Direto são os investimentos mais seguros do país. MAIS SEGUROS do que a Poupança! Já escrevi sobre isso nesse artigo aqui.

Isso significa que sua base de comparação tem que ser o Tesouro SELIC (a taxa SELIC) lá no Tesouro Direto.

Então, se você vai investir em qualquer produto financeiro fora do Tesouro Direto você precisa exigir o seguinte dos rendimentos:

-> ser maior que 85% da Taxa SELIC se o investimento for livre de Imposto de Renda

-> ser maior que 100% da Taxa SELIC se o investimento NÃO for livre de Imposto de Renda

A taxa SELIC é igual a taxa DI (do CDI). Também já falei o porquê disso nesse outro artigo aqui.

Novamente, isso significa que se você vai investir em qualquer produto financeiro fora do Tesouro Direto você precisa exigir:

-> ser maior que 85% CDI se o investimento for livre de Imposto de Renda

-> ser maior que 100% CDI se o investimento NÃO for livre de Imposto de Renda

E aí? Seus CDBs, LCIs e LCAs estão seguindo a lógica acima? E sua previdência privada também? Se ligue, você pode estar deixando milhões na mesa (ou melhor, deixando na mão “de ouro” dos bancos).

mao-de-ouro

Bem…

Então, como os títulos públicos são muito seguros, pra fazer o dinheiro render mais (até 50% mais que Poupança e 24% mais que Tesouro Direto) basta investir em algo um pouco menos seguro:

-> Títulos Privados de Renda Fixa

Acontece que: títulos privados de instituições financeiras (bancos e financeiras) são garantidos pelo FGC – Fundo Garantidor de Crédito.

(já falamos sobre o FGC e contamos minha experiência pessoal com o fundo nesse artigo aqui)

Portanto, comprando Títulos Privados de Renda Fixa emitidos por Instituições Financeiras, você alinha alta rentabilidade e muita segurança.

(pra saber o que é Renda Fixa clique aqui)

 

Que rentabilidades você deve esperar


Estabeleça o prazo mínimo que você aceita deixar sua grana completamente presa (sem NENHUMA possibilidade de resgate) e eu te garanto que você consegue os seguintes rendimentos:

  • 4 anos -> 118%CDI ou mais

  • 3 anos -> 116%CDI ou mais

  • 2 anos -> 114%CDI ou mais

  • 1 ano -> 112%CDI ou mais

Antes de sair colocando dinheiro adoidado por aí, lembre-se dos prazos de carência e de vencimento, pois repito: em geral, você não consegue resgatar nada antes da data de vencimento.

Essas rentabilidades aí acima você consegue facilmente aplicando via www.PoupaBrasil.com.br . E é essa base de comparação que você pode usar pra avaliar as diversas opções da sua corretora.

O Poupa Brasil é uma associação que reúne pequenos bancos. Você abre uma conta lá e pode passar a comprar CDBs (na verdade RDBs) desses pequenos bancos. Feita a compra no site, eles passam uma conta do respectivo banco para que você faça um TED e liquide a operação.

O valor mínimo de aplicação é de R$1.000,00 e tudo é 100% online e simples.

Bem… a maior rentabilidade que colocamos na relação acima foi de 118%CDI. Porém, frequentemente, aparecem por aí CDBs de pequenos bancos pagando 124%CDI.

Voltando ao nosso exemplo…

Se você junta R$2.000,00 por mês pra sua aposentadoria ao longo de 40 anos, você teria:

-> R$ 2.899.984,83 via Poupança

-> R$ 5.493.079,96 via CDB a 124%CDI

E agora, R$ 2.593.095,13 fazem diferença pra você? DOIS MILHÕES e MEIO de reais fazem diferença pra você?

 

CUIDADO! Procurar essas altas rentabilidades pode trazer MUITA dor de cabeça (mas te ensino como evitar)


cuidado-alta-rentabilidade

O fato é que: quanto mais “pé-rapada” e destruída é a instituição, provavelmente maior será a rentabilidade oferecida por ela pra conseguir o teu dinheiro.

Risco Visível VERSUS Retorno Esperado.

Por isso, cuidado: a maioria dessas instituições que oferecem rentabilidades maiores que 120%CDI são empresas em situação financeira delicada.

Você pretende deixar seu dinheiro com uma empresa que apresenta prejuízo constantemente, que tem seus indicadores abaixo dos índices mínimos exigidos pelo Banco Central e que, aparentemente, já está pertinho da bancarrôta (falência)?

Eu acho uma péssima ideia.

Se você já sabe que a instituição está mal das pernas hoje, então prefira uma outra opcão que talvez pague uma rentabilidade minimamente inferior porém com um segurança infinitamente maior.

Apesar de existir o FGC, se sua instituição financeira escolhida quebrar, você pode ficar até 6 meses sem ver a cor do din-din.

E isso já aconteceu comigo! (link)

Por isso, criei um Guia passo-a-passo mostrando como você pode descobrir, de forma SIMPLES e FÁCIL, como anda a saúde financeira da instituição emissora do Título Privado de Renda Fixa que você pretende investir.

 

É um presente do PoupeMe.com: pode baixar aí a vontade.

Ainda… se liga na regra do FGC de dez/2017 que estabeleceu o limite de garantia em 1milhão por CPF, além dos 250mil por instituição. Com essa regra, se faz essencial conhecer nosso Guia.

Ah, e antes que eu esqueça: há várias instituições em boas condições que ofertam, sim, títulos pagando mais que 120%CDI. Recentemente, por exemplo, comprei LC (Letra de Câmbio) da Financeira Caruana a 123%CDI.

E, em suma, fique de olho nos seguintes tipos de títulos oferecidos na sua corretora: CDBs, RDBs, LCIs, LCAs e LCs. Isso é suficiente, não complique muito, por favor.

 

Conclusão


-> No longo prazo, a diferença na sua decisão (ou falta de ação) é de MILHÕES de reais

-> Tesouro Direto rende muito mais que Poupança

-> Títulos Privados rendem muito mais que o Tesouro Direto

-> Títulos Privados rendem absurdamente mais que a Poupança

-> Verifique se os seus atuais investimentos nos bancos tradicionais rendem mais que as referências utilizadas aqui (Tesouro Direto que é 100%CDI e PoupaBrasil 118%CDI)

-> CUIDADO com os títulos privados de alta rentabilidade

-> Baixe aqui o nosso Guia 4 Passos pra não ter NENHUMA dor de cabeça com os títulos privados

  • Leonardo Rodrigues

    Mais um excelente artigo, César!!!

  • marina almeida

    Artigo incrível! Parabéns!