etf-ivvb11

IVVB11: Como ser sócio da Apple, da Amazon, do Facebook e do Google

E aí? Que tal comprar uma parte do Facebook e se tornar sócio de Marquinho Zuckerberg?

Ou, quem sabe se associar a Larry Page pra receber lucros do Google?

Dá também pra dar uma mordidinha na Apple além de pegar carona no crescimento da Amazon.

Pois é…

Nesse artigo você aprenderá a ser sócio, não apenas dessas queridinhas, mas também dessa galera aqui ó:

SP-500

É! Na lista tem também nossa gloriosa NETFLIX e “somente” (pra citar as que eu já fui cliente):

-> Microsoft

-> Johnson & Johnson

-> Pfizer

-> Visa

-> Coca-Cola

-> Walt Disney

-> McDonald’s

-> Mastercard

-> Wal-Mart

-> Starbucks

-> NIKE

-> PayPal

-> American Express

-> Colgate

-> Xerox

-> Ford

Tu topa se juntar a essa túnma? Simbora…

 

O Índice S&P 500


sp500

Essas empresinhas listadas acima são as 500 maiores empresas dos Estados Unidos. Clique aqui se quiser ver a lista completa.

Na verdade, são as 500 maiores empresas americanas cujas ações são negociadas em bolsa.

Juntas, tais ações compõem o índice da Standard & Poor’s (por isso a sigla S&P) de 500 maiores ações. Ou, como é carinhosamente conhecido, o S&P500.

A Standard & Poor’s é uma empresa que trabalha com análises e pesquisas no mercado financeiro.

Bem… esse índice é uma carteira teórica de ações. Ou seja, ele representa a evolução de uma carteira de ações com todas as 5oo maiores empresas dentro.

Quanto maior o valor de mercado da empresa, maior o seu peso no índice. No dia que escrevo, a maior de todas (nossa amigona Apple) representa 3,96% dessa carteira teórica.

E…

A representatividade dessas 500 empresas juntas é de cerca de 70 a 80% do total do mercado de ações americano.

Bem…

Esse índice é o equivalente ao nosso Índice Bovespa, o Ibovespa. Que, cá no lado sul das américas, representa o mercado de ações brasileiro.

O Ibovespa é também uma carteira teórica de ações que representa cerca de 80% do nosso mercado. Isso aqui não dá nem perto de 500 empresas, mas sim algo em volta de gloriosas 60 empresas guerreiras.

A parada é tão fraca e tosca aqui no Braza que é capaz de ter mais empresa trabalhando analisando o mercado e suas ações do que produzindo a riqueza que gera o mesmo.

 

Se Tornando Sócio de Gigantes


etf

A forma mais simples de você se tornar sócio dessa galera é:

-> investir num fundo de ações que imita, de forma “cuspida e escarrada”, a carteira teórica do índice

Imitar = espelhar.

Um fundo que espelha a carteira teórica de qualquer índice é chamando de ETF.

ETF = Exchange Traded Fund.

O trabalho dos administradores desses fundos é praticamente ZERO. Pois não há o que ser analisado, calculado, olhado, balanceado, decidido, pensado.

Bastar acompanhar a distribuição percentual comprando as ações que compõem o índice e pronto!

Em suma, pela simplicidade e automatização, as taxas de administração dos ETFs são baixíssimas e quase irrisórias.

Portanto, para se tornar sócio dessa galera, você vai comprar uma ETF que espelhe o S&P500.

Na prática, ao comprar um ETF assim, você se torna sócio dessas 500 empresas ao mesmo tempo.

 

IVVB11 – A ETF do S&P500


Até 2014 você tinha que investir pelo exterior para acessar uma ETF deste tipo.

Porém, desde março de 2014, o IVVB11 começou a ser negociado aqui no Brasil dentro da Bolsa de Valores de São Paulo.

Essa sigla escrota que parece senha de banco, IVVB11, é o nome da ETF do S&P500 que tem a BlackRock como gestora. A BlackRock é a maior gestora de ativos do mundo.

A bronca é que esse ativo só estava disponível para investidores qualificados com mais de 1 milhão de reais investidos. MAS, desde de 2016, o IVVB11 foi liberado pra geral.

Assim, desde o final de 2016, comecei a balancear meu investimento em ações por três ETFs: BOVA11, SMAL11 e o IVVB11.

Pra encontrar o IVVB11, digite ou procure o nome do ativo no home-broker da sua corretora. Como se estivesse procurando o código da ação de uma empresa individual mesmo.

 

Características do IVVB11


Clique aqui para caso queira ver os detalhes dessa ETF disponíveis no site da  própria BM&F Bovespa.

#Lote das Cotas#

Ela é negociada em lotes de 10 cotas.

No dia que escrevo, a cota tá por volta de 80 reais. Taca-le aí no teu Google o termo IVVB11 que aparece o preço. Portanto, no dia que escrevo, você teria que desembolsar 800 reais por um lote (10 cotas), 1600 reais por dois lotes (20 cotas), 2400 por três lotes (30 cotas), e assim por diante.

#Taxa de Administração#

A Taxa de Administração é de apenas 0,24% ao ano e já é descontada diretamente do valor da cota do fundo.

#Dividendos#

Os dividendos, que é a sua participação nos lucros dessas empresas, também são reinvestidos automaticamente e entram no valor da cota.

Grande vantagem pra quem tem pouco dinheiro. Pois, ao receber dividendo de uma ação individual, se sua grana é pouca, seu dividendo não será suficiente pra comprar novas ações. Com ETFs isso não ocorre.

#Variação do Dólar#

Detalhe importante!!! O dólar impacta diretamente no valor da cota. Lembre-se: estamos investindo no mercado americano, em dólar, mas negociando a ETF aqui no braza em reais.

Em suma, o preço do IVVB11 varia diretamente de acordo com duas coisas:

-> Cotação do Dólar

-> Índice S&P500

Se, por exemplo, o dólar aumenta 1% e o S&P500 fica em 0%, a cotação do IVVB11 também aumenta 1%.

Portanto, essa ETF também representa uma proteção em dólar para sua carteira de investimentos.

#Imposto de Renda#

O Imposto de Renda é de 15% em relação ao ganho de capital (o lucro na venda em relação à compra).

 

Conclusão e Outras Vantagens


ivvb11

O fato é que investir em ações individuais tem um grande problema: para uma diversificação eficiente em ações, o cába deveria investir em várias empresas (em geral no mínimo em 30 ações).

Pra investir em tantas ações individuais se precisa de muita grana para comprar os lotes (são lotes de 100 ações). Além de precisar estudar, ler balanços, ler relatórios e monitorar as empresas.

Ainda, em cada ordem de compra de uma ação, você pagará uma corretagem pra tua corretora (é por isso que ela estimula a gente a ficar alterando nossa carteira constantemente).

Porém, através de ETFs como o IVVB11, você consegue investir em um índice inteiro (no caso 500 ações) pagando uma única corretagem.

Uma ETF resolve o problema da diversificação, da corretagem, e te entrega um ativo mais valioso ainda: teu tempo.

Tempo é um dos ativos mais importantes. Afinal, uma vez que ele passa, não volta nunca mais. Dinheiro passado consegue ser recuperado, tempo passado não.

Então gaste o menor tempo possível com suas análises e simplifique sua estratégia de ações comprando ETFs.

No caso concreto, ao comprar a ETF IVVB11, você estará comprando boa parte do mercado mundial.

Veja a lista novamente lá em cima, são empresas globais que não vivem apenas do mercado de determinado país. A merda tem que ser generalizada mundo afora pra esses empresas ficarem mal todas ao mesmo tempo.

No mais, se alguma empresa dessas afundar ou deixar de existir, outra gigante surgirá pra ocupar seu lugar na lista das 500 mais.

O Facebook, por exemplo, só surgiu nessa lista em 2013. E a gigante do alumínio e antiga queridinha, Alcoa, já não aparece mais entre as 500.

E se liga aí!

Eu faço a compra de ETFs seguindo a estratégia de custo médio periódico.

E eu não vendo NUNCA uma ETF. Compro sempre.

Portanto, tenha cuidado e muita atenção ao agressivar seus investimentos para a bolsa de valores e para o mercado de renda variável.

Se você não conhece a lógica da estratégia de custo médio que eu utilizo, leia esse artigo aqui ó que tu vai curtir:

-> [Artigo] Bolsa de Valores para Preguiçosos e Conservadores

Agora é só tu comprar o IVVB11 e sair espalhando por aí esse artigo dizendo que você já é sócio desses monstros. Que tal?

Eu sou.

  • Marcelo Botelho

    Esse artigo ficou mto bom César, simples, prático e bem didático! Parabéns

    • César Falcão

      Valeu!!! =D

  • Renato Bassi

    Cerca de 1 ano atrás eu comecei a tirar a grana da poupança e investir em títulos públicos, visando a aposentadoria. Como tenho 30 anos, acredito que com 60 anos vou conseguir viver da renda passiva.
    Encontrei seu artigo pesquisando sobre IVVB11. Atualmente utilizo a plataforma da Easynvest para comprar os títulos. Para começar a investir na IVVB11, aode eu consigo efetuar a compra? Obrigado e sucesso!!!

    • César Falcão

      Oi Renato! Faz o seguinte na plataforma da Easynvest…

      Clica em “Renda Variável”, depois em “Investir”. Vai aparecer em outra aba uma tela meio esquisita, com vários quadrinhos (várias janelas). Pela Easynvest, é nesse lugar onde você faz as operações na bolsa de valores brasileira. Em um dos quadrinhos/janelas, vai estar escrito “ORDEM”. É aí onde você lança uma ordem de compra ou de venda de qualquer coisa na bolsa.

      Dentro dessa janelinha “ORDEM” você tem que clicar em “COMPRAR” e depois preencher 5 campos:
      (i) Ativo = IVVB11;
      (ii) Validade = Para 30 Dias;
      (iii) Preço = coloca o mesmo preço da última transação se não quiser pensar muito (se liga pra não lançar uma ordem num preço muito alto erroneamente);
      (iv) Quantidade = tem que ser um múltiplo de 10, conforme informei no artigo;
      (v) Assinatura Eletrônica, que é uma senha da tua conta (não é a senha de acesso à Easynvest não).
      Aí é só clicar em enviar.

      Se tiver algum vendedor no preço da tua ordem de compra, então a operação é finalizada (colocando a validade de 30 dias significa que essa ordem vai tentar ser executada nos próximos 30 dias).

      Quando a ordem for executada, ou seja, quando de fato tu tiver comprado, aí a grana vai ser descontada da tua conta da Easynvest três dias depois. De qualquer forma, a Easynvest só vai deixar você lançar a ordem se tu já tiver dinheiro em conta antes.

      A Easynvest também vai te cobrar 10 reais como taxa de corretagem da ordem enviada. Lembra então de deixar essa grana lá também.

      Se tiver mais dúvidas pergunta por aqui. Grande abraço!

      • Renato Bassi

        Cesar,

        Fiquei surpreso pela resposta, não achei que você iria dar atenção.
        Após receber o pagamento no começo de novembro irei comprar a minha primeira ação (IVVB11) o/ e seu blog é uma das minha ferramentas de estudo.
        Vou manter meus investimentos no tesouro direto e farei um aporte mensal somente em ações, para formar carteira e reinvestir os dividendos.
        Como a grana ta curta, vou fazer um aporte de +- R$500,00 mensais e cada mês em uma ação (IVVB11, VALE5, ITSA3 e NATU3).
        Não tenho nenhum mentor e estou tentando investir por conta própria.
        Gostaria de saber a sua opinião sobre meu plano inicial de investimento.
        Abraços e obrigado,
        Renato Bassi

        • César Falcão

          Renato, a cada ordem de compra você pagará 10 reais de corretagem à Easynvest. Se você for comprar 500 reais numa ordem, você estará perdendo, imediatamente, 2% do valor investido já em corretagem. Pois 10 reais é 2% de 500 reais.

          Assim, sugiro que esse valor de corretagem seja no máximo de 1% (o ideal mesmo é 0,5%). Ou seja, pagando uma corretagem de 10 reais, indico que é melhor você fazer uma ordem mínima de 1mil reais, ou (o ideal) seria uma ordem mínima de 2mil.

          Você pode juntar esses 500 reais por mês no Tesouro SELIC, e depois vender 1mil ou 2mil do título Tesouro SELIC pra aplicar na bolsa. Ou seja, você aplicaria na bolsa a cada dois meses, três meses ou quatro meses. Já está ótimo, pois o importante é manter uma frequência, e uma frequência pra sempre.

          Ainda, investir em ações de empresas específicas (você citou VALE5, ITSA3 e NATU3) com apenas 500 reais por mês te dará mais dois problemas:
          -> LOTES. As ações são negociadas em lotes de 100 ações. Pra colocar 500 reais em alguma, a ação deveria valer 5 reais.
          -> CORRETAGEM. Pra montar sua carteira (a qual indico que deve ter no mínimo 10 empresas, sendo o ideal do ideal 30), você pagará corretagem em cada ordem de compra de cada ação/empresa. É muito custo com corretagem pra montar uma carteira e você demorará muito tempo para compor.
          -> DIVIDENDOS. Dificilmente você conseguirá reinvestir os dividendos (e ainda terá que pagar corretagem pra isso). Explico com um exemplo: a ITSA3 vale 10 reais a ação. Com 1000 reais nela (um lote de 100) você deve receber um dividendo de cerca de 6% disso (dividend yield de 6%). 6% de 1mil é igual a 60 reais. Ou seja, com esses 60 reais de dividendos você não conseguirá comprar um novo lote de 100 ações e assim vai por água abaixo teu plano de reinvestir os dividendos.

          Por que eu sei disso tudo citado acima? Porque eu já segui essa estratégia que tu me disse (que é ótima na teoria) e vi que não funcionava na prática por esses motivos aí, hehehe.

          Com 500 reais por mês eu me concentratia em ETFs (IVVB11, BOVA11, SMAL11 e DIVO11 são minhas indicações, mas atualmente só invisto nos três primeiros). E faria isso utilizando essa estratégia que escrevi nesse outro artigo aqui: http://poupeme.com/bolsa-de-valores-para-conservadores/

          Quando teu montante em bolsa tiver gigante, tua começa a migrar pra ações individuais. De qualquer forma, não existe um único caminho, mas acho esse bem coerente.

          Grande abraço e boa sorte!